COMPRAS NOS EUA – MIAMI

Mesmo o dólar estando alto ainda vale muito a pena fazer compras para a casa no exterior. Fora, conseguimos comprar produtos com maior qualidade por valores mais baixos do que um simples no Brasil. Quando nossa casa – A Casa mia! – estava ficando pronta, não tínhamos nada de artigos essenciais como toalhas, roupa de cama e utensílios. Decidimos então aproveitar nossas férias para ir à Miami fazer compras. Bendita decisão! Conseguimos comprar bem mais do que esperávamos, gastando bem menos.

Como a ideia era ser uma viagem focada e econômica, antes de irmos, nos programamos bastante. Fizemos uma lista das coisas que precisávamos comprar para não nos perdermos, aliás, uma lista do que precisávamos (que era indispensável) e uma lista do que queríamos (o que seria bom aproveitar, já que está lá, o preço é bom…). Acabou que deu para trazer tudo!

Alugamos um apartamento em Coral Gables pelo AirBnb, que foi um excelente custo benefício, mais barato do que um hotel, e na minha opinião até mais gostoso. Você pode cozinhar, é mais fácil de entrar e sair com as malas, com as compras, etc; e alugamos um carro, porque é meio impossível se locomover em Miami sem carro.

Na nossa lista de compras tinha desde lençóis, toalhas, utensílios de cozinha, pequenos eletrodomésticos (como torradeira, mixer), à luminárias, maçanetas, fechaduras, puxadores para armários, metais para cozinha, banheiros, etc. Fomos a muitos home centers, como a Lowe’s e Home Depot, e também a muitas lojas de departamentos e de artigos para casa, mas onde mais vale a pena comprar são nas lojas de descontos como Ross, TJ MaxxMarshalls. A Marshall’s tem uma loja incrível no Dolphin’s Mall voltada para casa: a Marshall’s Home Goods.

Nessas lojas você encontra bastante coisa de marcas, qualidade e valores inacreditáveis. Vale super a pena trazer lençóis e toalhas, que além do valor, não sei se tem alguma diferença no processo de fabricação, mas quem costuma usar a secadora, consegue ver bem a diferença, elas saem muito macias e desamassadas da secadora, enquanto que os nacionais, não importa a quantidade de fios, mesmo passando com ferro parece que não desamassa nunca!

Outra loja que amamos ter ido foi no Ikea. A rede de lojas europeia, por conta da conversão, acaba saindo mais barato nos EUA do que na Europa. Lá da vontade de comprar tudo. A loja tem diversas opções de peças com design jovem e criativo a baixos valores. Você com certeza vai se pegar pensando se conseguiria enfiar uma poltrona na mala, já que ela vem em caixa, toda desmontada!! rsrsrs

Falando em mala, não se esqueça de levar, ou de comprar por lá uma balança para bagagem. Ela vai ser de grande utilidade na hora de arrumar as malas e distribuir os pesos para não ter que pagar excesso.

Aos poucos vou postando mais detalhes sobre os produtos adquiridas!

DE VOLTA AO XIX

Sob o teto decorado com inspirações florais deste apartamento do século XIX, no bairro de San Salvario (Torino, Italia), repousam linhas geométricas de mobiliários contemporâneos e vintage.

Na sala, um grande sofá em linho e estante modular.

Nas cabeceiras da mesa de jantar, cadeiras Hill House Chair criadas por Charles Rennie Mackintosh, no início do século XX.

No escritório, a escrivaninha dos anos 1930 contrasta com a estante modular Billy da Ikea.

O teto em abobada com tijolos a vista e o piso único em cimento queimado, são destaques na cozinha.

Objetos vintages estão presentes por toda a casa.

O dormitório com cores neutras, exibe, como em outros cômodos, tacos de madeira com paginação tipo escama de peixe.

Fonte: atcasa.corriere.it