PROJETO E EXECUÇÃO

Foi relativamente fácil chegar a concepção do projeto, já tínhamos mais ou menos tudo na cabeça de como queríamos nossa casa. Aí veio nossa primeira grande questão: quem iria fazer essa reforma? Por trabalhar no ramo, conheço muitos empreiteiros e construtoras aptos a executar esse trabalho, mas quando se trata de nossa própria casa a coisa se torna um pouco mais complicada de resolver. Novamente temos a questão valor juntamente com a qualidade do serviço e prazos. Fizemos muitos orçamentos e comparativos de vantagens e desvantagens. Importante lembrar que quando orçamos uma obra, o ideal é ter especificado todos os serviços no orçamento para que o comparativo seja real, e prestar a atenção ao fato de que alguns empreiteiros incluem no valor o material básico e outros não. Acabamos por escolher o que nos pareceu mais honesto e de acordo com os nossos padrões.

Antes mesmo de começarmos a obra enfrentamos uma outra questão: por se tratar de uma casa, tivemos que dar entrada no alvará de reforma prefeitura (que sinceramente é bem chato e muito complicado), incrível como é burocrático para que alguém possa tirar vantagem da situação. Sou formada a quase 4 anos e trabalho com arquitetura desde a faculdade, sempre que precisei desse serviço, contratei um prestador tercerizado, na faculdade não temos aulas ou informações de como ocorre esse processo… Como se trata de minha casa achei justo que eu a fizesse por inteiro e procurei por manuais ou tutoriais de como fazê-lo. Há pouco tempo o sistema mudou e hoje tudo é feito pela internet, o site da prefeitura de São Paulo dispõe de um tutorial para aprovação de projetos nesse link: Aprov – Guia para aprovação de projetos. Mas, para preencher os formulários as informações sempre são ambíguas e inconsistentes. Deixo aqui meu manifesto e minha revolta com nosso sistema, nem o CAU (conselho de arquitetura e urbanismo) que somos obrigados a ter o registro e pagar anualmente para podermos exercer nossa profissão de arquiteto não nos auxilia em nada. Conclusão: novamente tive que contratar um serviço tercerizado, mas dessa vez para tentar entender e aprender o processo.
Empreiteiro contratado e placa de obra fixada!! É hora de começar os trabalhos… No próximo post vou mostrar a etapa de demolição e remoção de entulho…