MINI XILOGRAVURAS

Para os fãs de artes plásticas que curtem ir a uma boa vernissage, a exposição “Célula Tronco” do artista Ulysses Bôscolo é uma boa pedida. O artista está presente em acervos importantes, como o da Pinacoteca do Estado de São Paulo e do Museu de Arte Moderna (MAM-SP), e participará em 2014 da mostra coletiva “Brazilian Contemporary Printmaking”, na IPCNY, em Nova York (EUA).

Nesta exposição na Galeria Mezanino, no bairro da Liberdade (São Paulo/SP), ele utiliza caixas de madeira reaproveitadas para aplicar mini xilogravuras que necessitam até de pinça para serem manuseadas, devido aos seus tamanhos extremamente reduzidos. O artista também exibirá suas pinturas a óleo, onde o foco, além do gesto expressivo e grande quantidade matérica, está na natureza e no homem.

Serviço
CÉLULA TRONCO, de Ulysses Bôscolo
10 de agosto a 31 de agosto de 2013
(terça à sexta, das 14h às 20h e sábado das 11h às 18h)
Galeria Mezanino – Rua da Glória, 279 l cj 61 – Liberdade – São Paulo/SP
11 3436.6306 – www.galeriamezanino.com

RETALHOS DE LUZ

Uma das habilidades do designer holandês Tord Boontje, é o trabalho com o papel. No projeto Midsummer ele utiliza sofisticados recortes de papéis para compor lindas luminárias!

Você também pode soltar sua criatividade e fazer suas próprias “paper cut lamps”, não é tão complicado, basta ter paciência e conferir o vídeo abaixo:

EXPOSIÇÕES DE ARTE
EM SÃO PAULO

:: São Paulo está bombando com as exposições de arte, nunca tivemos tantas boas mostras acontecendo ao mesmo tempo, e nunca a população esteve tão presente. Será que estamos finalmente evoluindo culturalmente? Virou até uma grande questão turística, muitos estão vindo a São Paulo para prestigiar essas grandes obras. Todas as exposições valem super a pena de serem visitadas, seja pela exposição em si ou pelos edificios na qual estão inseridas.

Na última sexta, 7 de setembro, foi inaugurada a 30ª Bienal de Artes de São Paulo, como sempre no edifício projetado por Oscar Niemayer, o Pavilhão Ciccillo Matarazzo dentro do parque do Ibirapuera com o título  “A iminência das poéticas”. Dessa vez, a mostra é dividida em quatro temas: “Sobrevivências”, “Alterformas”, “Derivas” e “Vozes”, além de uma zona transversal, chamada “Reverso”, que possui elementos espalhados por grandes localidades de São Paulo como a Casa Modernista, a Capela do Morumbi, a Casa do Bandeirante e outras instituições.

A mostra recebe 110 artistas neste ano, sendo 21 deles brasileiros, entre eles: Bernardo Ortiz, Charlotte Posenenske e os brasileiros Sofia Borges, Eduardo Berliner, Lucia Laguna e Marcelo Coutinho. A exposição acontecerá até 9 de dezembro.

  • Horários: Terças, quintas, sábados, domingos e feriados das 9h às 19h (entrada até 18h); quartas e sextas, 9h às 22h (entrada até 21h)
  • Preços: Grátis

:: No Masp, acontece a exposição “Caravaggio e seus seguidores”, com muitas obras que deixaram a Itália pela primeira vez. Caravaggio ficou conhecido por seu estilo contrastante e dramático, nas figuras retratadas e nas cores, com a mistura de tons claros e escuros para dar destaque e emoção. Usava sua técnica para impressionar o espectador trazendo um realismo maior a pintura. Viveu de 1571 à 1610 e teve grande influência entre os artistas da época, com algumas obras também expostas no Masp. A exposição fica até dia 30 de setembro e realmente vale a pena ser visitada.

Horários: De 3ªs a domingos e feriados, das 10h às 18h. Às 5ªs: das 10h às 20h. A bilheteria fecha meia hora antes. Ingresso: R$ 15,00. Estudante: R$ 7,00. Até 10 anos e acima de 60 anos. Às 3ªs feiras: acesso gratuito.

:: Continuando nosso post, outra grande mostra em São Paulo está no Centro Cultural Banco do Brasil, com o tema “Impressionismo” com obras dos grandes impressionistas do século XIX como Monet, Van Gogh, Manet e Renoir. Eu sou suspeita pra falar, pois é meu estilo favorito, mas não é a toa que as filas estão imensas… A mostra é resultado de uma parceria com o Museu d’Orsay de Paris de onde são provenientes as obras. De acordo com os próprios organizadores, estão tentando fazer do Brasil uma potência não só econômica mas também cultural, referência e reconhecida no cenário mundial. A exposição pode ser vista até 07 de outubro.

“O Lago das Ninfeias – Harmonia Verde”, de Claude Monet (1899). Foto: Divulgação

“Moças ao Piano”, de Pierre-Auguste Renoir (1892). Foto: Divulgação

“O Tocador de Pífano”, de Édouard Manet (1866). Foto: Divulgação

Natureza Morta com Sopeira”, de Paul Cézanne (1877). Foto: Divulgação

4 de agosto a 7 de outubro de 2012
Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo
Rua Álvares Penteado, 112
Centro – São Paulo – SP
Terça-feira a Domingo – 10h às 22h
Atendimento a grupos agendados: 7h às 10h

PROMOÇÃO MÓVEIS ,OVO

A loja ,ovo está com uma super liquidação com descontos de até 70% até 18 de agosto. Com peças super modernas e divertidas desenhadas pelos designers Luciana Martins e Gerson de Oliveira, trabalhadas em diversos materiais como madeira, metal, laca, estofados entre outros. Presente em muitos ambientes dos vários arquitetos da cena contemporânea no Brasil.

O que mais me agrada são as várias opções de peças articuladas como as mesinhas e estantes trazendo essa versatilidade para o espaço no qual estão inseridos. Outra característica marcante são as cores sempre presentes e quase sempre compondo entre si. Para não perder essa oportunidade a loja fica na Rua Gomes de Carvalho, 830 – Vila Olímpia.

REVESTIMENTO DE PAREDE CERÂMICAS, LADRILHOS E AZULEJOS

Cerâmicas, ladrilhos, ou azulejos com estampas dão um toque de delicadeza nos ambientes. Há várias empresas que fabricam esses materiais, os ladrilhos por exemplo, pode ser encontrado em diversas lojas especializadas ou grandes redes.

As cerâmicas e azulejos  dão um ar mais sofisticado e delicado, como os que Marcelo Rosembaum e Adriana Barra desenvolveram em parceria com a empresa Jatobá com estampas muito bacanas  e os azulejos da empresa Pavão Revestimentos com mais de 50 modelos diferentes.

Marcelo Rosenbaum

Adriana Barra

Pavão Revestimentos

 Outra opção são as peças exclusivas  feitas por artesãos ou artistas plásticos agregando ainda mais valor ao ambiente que embora seja suuuuper moderno, é algo que já nos é comum a bastante tempo com as obras de Athos Bucão e Candido Portinari muito encontradas nos edifícios públicos da época modernista, podemos até dizer que essa “moda”da azulejaria seria um resgate de nossa cultura. Entre essa nova leva de artistas plasticos que pintam azulejos estão da artista plástica Flavia Del Pra, Bruna Albuquerque (dona do site Lurca) e Alexandre Mancini.

Flávia Del Pra

Bruna Albuquerque

Alexandre Mancini

Uma opção mais em conta que também dá um efeito legal, e bem mais barato são os patchworks de azulejos antigos. Você pode ir a um cemitério de azulejos e escolher várias estampas diferentes e compor um painel .