ESCOLHA DO MOBILIÁRIO

Como escolher os móveis para sua residência? Aqui vão algumas dicas bem uteis para te ajudar.

Para facilitar a escolha do mobiliário é muito importante um layout dos ambientes, onde você pode visualizar qual disposição se encaixa melhor para suas necessidades e sua rotina, o tamanho dos móveis dentro do espaço e definir as melhores circulações. Caso você tenha contratado um profissional, ele vai saber te direcionar como um todo: o layout, as lojas, os acabamentos, desenho de marcenaria (onde vale a pena fazer uma marcenaria), iluminação e decoração. A princípio, pesquise referencias para definir qual estilo te agrada mais, se você optar por fazer sozinho, isso vai te ajudar a direcionar quais lojas visitar para escolher as peças.

imagem-planta

E se você for daqueles que gostam de muitas coisas de muitos estilos diferentes não se desespere, a maioria das pessoas é assim!!! É muito difícil misturar estilos e ter um bom resultado. Se você não tiver orientação de um arquiteto ou design de interiores, meu conselho é escolher um estilo e seguir ele do início ao fim. Se for misturar alguma coisa, misture peças básicas.

Quando digo mesmo estilo não significa que as peças tenham que combinar os mesmos acabamentos, como se usava antigamente, mas acabamentos que compõe entre si, de uma forma equilibrada. Você pode brincar com materiais e texturas, tecidos, vidro, madeira, laca… Sem exageros… Para evitar erros, opte por uma base mais neutra. Os móveis maiores em tons de branco, bege e cinza… deixe as cores ou estampas para peças mais voláteis, como uma mesinha lateral, almofadas, quadros e objetos. Assim, se você cansar da sua decoração e quiser dar um upgrade, é mais simples trocar peças pequenas do que um sofá amarelo…

A parte de decoração complementa o ambiente. É o que dá o “molho”para a beleza, aconchego e personalidade. Não precisam ser peças caras, e sim peças bem escolhidas e bem posicionadas. O Studio Chez Toi pode te auxiliar nessa parte de finalização. É uma empresa que trabalha não só com a venda de objetos, mas te ajuda a fazer as melhores escolhas, respeitando seu estilo e personalidade. Vou deixar o link da empresa aqui ao lado como nosso parceiro.

img_0762Decoração: Studio Chez toi. Projeto: Ambienta arquitetura

 

NOVA LOJA AMEISE DESIGN

Abriu nesse mês de julho a nova loja da Ameise Design. A empresa trabalha com uma linha de decoração infantil bastante moderna e colorida, desde móveis exclusivos, enxoval totalmente personalizável com diversas opções de tecidos e papeis de parede, objetos de decoração, etc. A loja começou a apenas 3 anos, lançando sua linha em uma feira direcionada do ramo infantil que acontece em São Paulo: a BabyBum. Desde então, atendia em um pequeno showroom na Vila Madalena. A nova loja, também na Vila, conta com um galpão generoso na Rua Fidalga, 545 onde as peças podem ser vistas ambientadas em pequenos cenários de muito bom gosto! O atendimento é feito com hora marcada, agende seu horário!

SÃO PAULO VINTAGE

São Paulo reúne uma grande quantidade de lojas especializadas em peças Vintage. Para facilitar sua busca por artigos exclusivos e charmosos, preparei uma lista com os destaques deste seguimento na capital:

DESMOBILIA  Além de peças vintage restauradas, você encontra produtos novos com releitura de momentos passados. Apesar de possuir um grande quantidade de produtos para compra direto pelo site, vale dar uma passada no showroom em Pinheros para ver ao vivo.
Rua Mateus Grou, 401 – Pinheiros – (11) 3062- 3408
www.desmobilia.com.br

LOJA TEO  Focada em design brasileiro do anos 1950 aos 1980, conta com um acervo garimpado pelo designer de interiores Teo Vilela. Os móveis são restaurados e acompanham informações de procedência. No site você pode ver fotos de muitos produtos, mas para comprar é preciso dar um pulinho lá…
Rua João Moura, 429 – Alto de Pinheiros – (11) 3061- 3722
www.lojateo.com.br

RETRÔ 63  No coração da Vila Madalena,  a loja apresenta uma grande variedade de objetos vintage para todos os gostos, entre eles: telefones, ventiladores, lustres, espelhos, rádios, câmeras, brinquedos, etc… Uma viagem no tempo…
Rua Harmonia, 63 – Vila Madalena – (11) 2537-6232
www.retro63.com.br

BEGAN ANTIGUIDADES  Com quase um século de atividade, a Began é umas das lojas de comércio de peças de arte e decoração mais tradicionais de São Paulo. Localizada em um prédio de 5 andares na rua da Consolação, onde você encontra artigos de luxo e os incríveis lustres Baccarat.
Rua da Consolação, 2250 – Consolação – (11) 3257-0200
www.began.com.br

MARIA JOVEM  A loja está localizada próximo a Praça Benedito Calixto, onde acontece a feira de antiguidades aos sábados. Conta com vasto acervo de móveis, decorações e colecionáveis.
Rua João Moura, 1019 – Pinheiros – (11) 3088-1396
www.mariajovem.com.br

MAIS:
Vale  dar uma caminhada pela Rua Cardeal Arcoverde, no bairro de Pinheiros. Entre as ruas João Moura e Mateus Grou, existe uma grande quantidade de lojas especializadas em compra, venda e restauro de mobiliário antigo.

BANQUINHOS SÃO JOÃO

Os Banquinhos São João com design de Tânia Bueno, além de lindos, são super versáteis. Produzidos em MDF, recebem estampas personalizadas, cores sólidas ou exibem a madeira natural (quando produzidos com madeiras de reaproveitamento). Há sempre lugar para eles na sua casa, como apoio, objeto de decoração e para gerar aquele lugar a mais quando receber os amigos.

Os preços partem de R$ 60, podendo chegar a R$150 os mais trabalhados. Para encomendar o seu ligue para: (11) 98718-4866. Se estiver em São Paulo, você encontra os banquinhos na loja Adorno Madeiras e objetos (Rua Fradique Coutinho, 346, Pinheiros-SP).

THE BOX HOUSE

Uma antiga marcenaria deu lugar a este incrível e original loft em Firenze (Florença, Itália). Utilizando mais de 300 caixas antigas de madeira (que eram utilizadas como urnas de votação), peças vintages e cores fortes, o arquiteto Alessandro Capellaro deu uma cara exclusiva a este projeto. As urnas estão presentes em todos os ambientes, mas sempre trabalhando composições, funções e combinações diferentes, o que faz com que a repetição do objeto não fique cansativa, e sim, reforce a identidade do projeto.

Fonte: http://b-arch.it